Sua sexualidade e a menopausa

Dr. José Antonio Zelaquett - Sua sexualidade e a menopausa
menopausa e também o climatério não são momentos fáceis da vida de uma mulher, que vê mais uma vez seu corpo passar…
Av. das Américas, 2480 - bloco 3 sala 220, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro RJ

menopausa e também o climatério não são momentos fáceis da vida de uma mulher, que vê mais uma vez seu corpo passar mudanças – a primeira grande mudança foi na puberdade e as seguintes aconteceram em possíveis gestações. Com isso, a sexualidade também é afetada diretamente, mas isso não é sinônimo de que a vida sexual da mulher deve parar com o seu período fértil. Para te ajudar a desconstruir esses conceitos, confira como conciliar sexualidade e menopausa.

 

As mudanças hormonais

Devido à menopausa, o corpo feminino sofre uma série de transformações e a mais importante delas é, sem dúvidas, as mudanças hormonais. Visando à preparação para o fim do período fértil, o corpo feminino diminui a dosagem do estrogênio e da progesterona, os dois hormônios femininos. Com isso, a fertilidade vai diminuindo aos poucos até que culmine na última menstruação, que é a menopausa.

Os efeitos na sexualidade

Assim como o aumento de hormônios na puberdade faz a sexualidade se tornar mais aflorada, na menopausa a queda de hormônios tem efeitos negativos na sexualidade. Os principais efeitos incluem:

  • Diminuição do apetite sexual

Com níveis menores de hormônios, a mulher passa a sentir menos libido, que é o apetite sexual. Dessa forma, é natural que antes da menopausa e em um período após a mulher perca ou tenha momentaneamente diminuído o seu interesse sexual.

Outro problema que decorre da diminuição de hormônios é a redução da lubrificação, fazendo com que ocorra um quadro de secura vaginal mesmo mediante estímulos. Esse efeito físico, inclusive, tem influência direta nos efeitos psicológicos – ou seja, nos níveis de libido da mulher.

  • Dores durante as relações

A falta de interesse no sexo e a falta de lubrificação muitas vezes levam a dores durante as relações sexuais. Esse não é um sintoma experimentado necessariamente por todas as mulheres, mas é uma consequência direta dos outros efeitos da queda de hormônios.

 

A sexualidade na idade madura

Ainda considerada um tabu, a sexualidade na idade madura é totalmente possível, seja durante o climatério ou muito após a menopausa, quando já na terceira idade. É preciso que a mulher se livre de pré-conceitos e julgamentos sobre o tema para que possa ter mais qualidade de vida.

Dessa forma, logo ao sentir os primeiros efeitos da queda de hormônios em sua sexualidade a mulher deve procurar conversar com o parceiro, caso tenha uma relação estável. Conversar sobre as mudanças é importante desse momento tão delicado, pois a compreensão pode atuar de maneira positiva.

Também procure ajuda médica especializada seja para o tratamento de reposição hormonal, seja para tratamento psicológico e melhor absorção das modificações nessa fase da vida. Alinhando mente e corpo saudáveis será possível desconstruir o mito da sexualidade na idade madura, passando pela menopausa e pelo climatério de maneira mais serena.

A ocorrência da menopausa gera efeitos anteriores e posteriores na sexualidade da mulher, que normalmente experimenta uma redução do apetite e desejo sexual e também algum desconforto durante as relações. Com a ajuda médica adequada, entretanto, é possível conseguir muito mais qualidade de vida.

Publicado por: Dr. Jose Antonio Zelaquett - Médico ginecologista - CRM 5266862-1
Médico ginecologista, é um dos poucos profissionais a atuarem na área de Medicina Estética Genital. Membro fundador da Associação Brasileira de Cosmetoginecologia.
Doctoralia     LinkedIn