Cirurgia Íntima, por que fazer?

Um dos grandes benefícios da modernidade, com relação à situação da mulher no mundo e no espaço social, foi proporcionar uma postura de maior carinho e respeito pelo resgate de sua feminilidade: A possibilidade de um relacionamento saudável e carinhoso com seu corpo.

Hoje em dia mulheres no mundo inteiro estão em busca de cada vez mais se sentirem melhores consigo mesmas, e esse bem estar inclui a mente e também o próprio corpo.

Estamos falando especificamente a respeito da possibilidade de transformar o próprio corpo de acordo a seu bel prazer, seja por motivos estéticos ou de saúde. E com isso, nos referimos ao recurso que atualmente está sendo mais utilizado nas clínicas do mundo inteiro: A estética íntima feminina.

 

Mas por que realizar uma cirurgia ou tratamento estético íntimo?

A resposta a essa pergunta no primeiro momento parece óbvia. As cirurgias e tratamentos estéticos íntimos são realizadas com a finalidade de corrigir as imperfeições que incomodam algumas mulheres, mais especificamente na área genital e é realizada basicamente por dois motivos:

>> Para obtenção da saúde da mulher, que às vezes fica comprometida por questões que englobam cuidados íntimos, a falta de conforto e algumas manifestações dolorosas oriundas desse problema.
E…
>>Para desfrutar mais plenamente de sua sexualidade e estar à vontade em sua intimidade com seus parceiros, sem constrangimentos e pensamentos vexatórios que inibem e comprometem o entrosamento do casal.

Atualmente encontram-se disponíveis inúmeros procedimentos que são eficazes para solucionar de vez esses problemas. Alguns bastante comuns outros nem tanto.

 

TRATAMENTOS ÍNTIMOS MAIS COMUNS

Redução dos Pequenos Lábios Vaginais
Esse é provavelmente um dos problemas estéticos mais incômodos para as mulheres: Quando os pequenos lábios são grandes e assimétricos, acarretando desconforto, provocando inibições e comprometendo a libido, além de provocar dificuldade na hora de higienizar a área, o que pode favorecer surgimento de doenças.

 

O Brasil é líder mundial no ranking de cirurgias e íntimas.

Na anatomia normal feminina os pequenos lábios não ultrapassam os grandes lábios vaginais.
Geralmente essa alteração tem suas raízes em causas genéticas e acompanham a mulher vida afora fazendo com que se sintam inadequadas ou menos atraentes. Outras vezes são consequências do uso de anabolizantes que alteram a função hormonal provocando alterações estéticas indesejadas.

Não importando a causa.

Tudo isso pode ser mudado mediante a cirurgia íntima.

 

Redução dos Grandes Lábios Vaginais
Cirurgia para reduzir os grandes lábios vaginais quando há aumento de pele ou flacidez dos grandes lábios. Essa flacidez ocorre geralmente na menopausa, a vulva fica com aparência murcha, o que provoca muito constrangimento e perca de autoestima das mulheres já maduras. Essa condição pode ser contornada mediante a plástica íntima dessa região.

 

Redução do Monte de Vênus ou Monte Pubiano
Esta cirurgia é para aquelas mulheres que possuem o monte de Vênus protuberante a ponto de causar desconforto e constrangimento, na hora de usar um biquíni ou calça justa, por exemplo.
Essa cirurgia plástica íntima é realizada através de lipoaspiração ou ressecção de pele, conforme a necessidade do caso. Dura em média uns 40 minutos com anestesia local ou sedação ou peridural.

 

Cirurgia no períneo

As queixas mais comuns das mulheres que sofrem de insuficiência perineal são, além da incontinência urinária, a diminuição do prazer durante a penetração e a saída de ar ou urina durante ou logo após a relação sexual, além de dor eventual consequente da penetração.

A perineoplastia é, assim, uma cirurgia realizada na parte externa da vagina. Trata-se de uma cirurgia simples, sem grandes complicações, realizada com recurso a anestesia local e sedação, fazendo com que o músculo volte a exercer as suas funções normais.

Em determinadas situações, a perineoplastia pode ser utilizada para “apertar” a vagina e aumentar o prazer sexual do parceiro.

Publicado por: Dr. Jose Antonio Zelaquett - Médico ginecologista - CRM 5266862-1
Médico ginecologista, é um dos poucos profissionais a atuarem na área de Medicina Estética Genital. Membro fundador da Associação Brasileira de Cosmetoginecologia.
Doctoralia     LinkedIn